23ª e 24ª etapas da VPBTT, Almeida-Freixo de Espada à Cinta-Sendim, 28 e 29 de Agosto de 2010

Cada vez é mais difícil passar sem a VPBTT! Cada etapa que vêm parece que é mais especial que a ultima, é tão dificil escolher qual a melhor e mais divertida, quanto é difiicil esperar que chegue mais um fim de semana da VPBTT.  Nunca existe um fim de semana igual, os momentos que vivemos, as pessoas presentes, e as terras que nos acolhem tornam tudo muito especial e único.

Desta vez a minha vontade não era maior que das outras, mas a vontade de conhecer uma zona que nunca tinha percorrido tornava tudo ainda mais especial. E não me desiludi nem um pouco. Almeida estava espectacularmente bela, e acolheu-nos com as suas personagens engalanadas e numa animação extraordinária, numa óptima noite de Verão. Durante o dia seguiu-se a conquista de Castelo Rodrigo e o seu Palácio desabado ao som dos Canhões de Almeida, depois vieram as pradarias a fazer lembrar o "velho Oeste" e o Douro ali como um Gigante adormecido, tão belo e tão sereno que parecia um quadro. A dimensão de tudo que nos envolvia era soberbamente enorme, e fazia-nos sentir bem pequeninos perante tal natureza. O Douro acompanhou-nos ao longo de todo o restante percurso, mas deixando-nos envolver nas suas entranhas, num espectacular desfiladeiro, onde só faltavam os "Indios" a fazer-nos uma emboscada. Num ápice estavámos em Freixo de Espada à Cinta, que nos surpreendeu com um excelente acolhimento, e uma jantarada daquelas.




No dia seguinte apesar do Douro se manter, o cenário alterou-se, vieram vales sem fim, e aldeias perdidas no tempo, onde o Douro parecia "Reinar". Foram tantas as aldeias onde nada se via ou passava, que lhes perdi a conta. Quando tudo parecia sempre igual, apareceu-nos um enorme Auto-Estrada em terra batida que nos guiou a Sendim e ao final de um "Enorme" fim de semana de BTT.

Olé Olé VPBTT é que é!!!

Volta a Portugal em BTT, 23ª Etapa, Almeida-Freixo de Espada à Cinta from Ricky Rock on Vimeo.

1 comentários:

J09 disse...

Bom, que posso eu dizer. "Saudade, saudade, minha terra..."